Porque ser Dorothy

Meninas…desde a primeira vez que assisti ao filme The Wizard of Oz em meados de 1980, ainda criança, me encantei pela figura da menina que passava por maus bocados para voltar pra casa…acho que naquela época me identifiquei muito porque sempre fui uma criança apegadíssima à minha mãe e à minha casa (tanto é que só fui dormir fora de casa aos 14 anos)…tinha um certo pânico de ficar longe de casa…por isso amei aquela história de “there’s no place like home” rsrsrs…afinal eu acreditava piamente naquilo!!!

Acontece que o tempo foi passando e sempre que o filme era exibido eu fazia questão de assistir . Ai fui descobrindo nele outras coisas que me fizeram hoje, à beira dos 30 anos, amar o filme e todo o simbolismo que gira ao entorno dele…

Adoro as cores, os personagens, a Dorothy, o Totó, os sapatinhos de rubi…em compensação odeio algumas coisas, como a bruxa aaaarrrghhhh…e tenho verdadeiro pânico daquela cara verde horrorosa gente….de verdade…

No filme, meu personagem predileto, além da Dorothy, é o espantalho. Como ele, eu peço sempre pra Deus me dar sabedoria e inteligência. Só peço isso porque já tenho um coração moooole, muito afetuoso e cheio de amor (agradeço muito a Deus por isso). Também me considero muito corajosa (com 1 mês de casada deixei tudo em SP pra aterrissar no Norte do país)…

Por isso essa idéia de três elementos essenciais para alcançar a felicidade me encanta muito…inteligência, amor e audácia – ou um cérebro, um coração e coragem – são, pra mim, os itens essenciais e garantidores de muita coisa boa na vida!

E o melhor: como no filme, tudo isso as vezes estava ali dentro de você, escondido, e só depois de uma longa empreitada é que você foi capaz de perceber…

Desejo a todas nós que, como a Dorothy com um looongo caminho pela frente, possamos descobrir em tempo, o que realmente é importante na vida…e que possamos ver que não há nem nunca houve mágica nenhuma, mas só muito esforço, dedicação e relações sinceras…

E ver, por fim, que a vida terrena é curta, como a estrada de tijolos amarelos, mas que mesmo diante de <span style=”text-decoration: line-through;”>muuuitas</span> algumas bruxas más que encontramos pelo caminho, somos portadoras de sapatinhos de rubi que podem nos levar aonde quisermos. Basta que nunca nos esqueçamos disso!

Sejamos lindas, por dentro e por fora…
Sejamos amigas, perto ou longe…
Sejamos felizes, na alegria e na tristeza…
Sejamos Dorothies…

Beijos a todas!

Compartilhe
Sobre a Autora:

Carol. Paulista do interior, está em Porto Velho-RO há 05 anos. Advogada, professorade Direito Civil e servidora pública, dá uma de maquiadora amadora nas horas vagas. Ama viajar pelo mundo mas carrega Maracaí e New York no coração. The Wizard of Oz é um dos seus filmes favoritos e não vai nem à esquina sem maquiagem, afinal de básicos e rústicos já bastam os homens.

Comentários

  1. Nossa que post mais lindo. Boa caminhada pra ti tb.

    Beijos

  2. Que fofo isso Carol, amei! Combinou com a minha fase pós-demissão :(
    Cérebro, um coração e coragem, realmente é uma ótima combinação!!
    Bjks e bom restinho de semana : )

  3. Sabe que eu também adoro esse filme? Ele é realmente cheio de mensagens boas =)

    Beijos!

  4. Just follow the yellow brick road, carol.

  5. Chorei lendo isso!!!!!!

    juro……

    e vai ser bem empregado num post q tenho na minha cabeça, mas como estou em semana de provas neh, Doutora….rsssssssss

    a Sra. entende neh, tenho q estudar processo civil……

    estou na estrada dos tijolos amarelos……

    vc foi feliz demais neste post

    parabéns…..

    Bjs

  6. Tenho que voltar a ver esse filme e redescobrir tudo isso.
    Bjs e tenha um ótimo dia.
    http://experimentandocosmeticos.blogspot.com/

  7. ahh o filme é show!! eu amo os sapatos, inclusive comprei uma melissa inspirada no filme, vermelha é claro!!!
    …é um filme que tem um significado “além”, pra mim!!!
    Carol, tava divulgando meu blog e te achei, o seu blog é bem “aconchegante”, e eu concordo com a sua descrição, “I’m a Doroty’s Girl”!!!
    Ahhh vem me visitar!!!!
    bjs

  8. …acho que vou assistir depois de Alline!!!
    …quem sabe naum acho minha estrada de tijolos amarelos!!!
    rs

  9. Linda Mensagem..
    Disse tudo!!

    Beijos.

  10. Nossa, nunca tinha visto esse post…me emocionei, acho que precisava ler isso hj.
    Parabéns, boa sorte…e obrigada;

  11. Meninas lindas…isso é muito do que guardo em meu coração e acho sinceramente que é o que importa na vida…até porque não há maquiagem que nos confira PAZ não é?
    Um abraço e um beijo carinhoso em cada uma de vocÊs!!!

  12. Adoro o filme também, mas passei aqui para defender minha bruxinha!
    indico a leitura do livro “Maligna”, que inspirou o espetáculo “Wicked” da Broadway.
    depois de ler esse livro nunca mais consegui assistir o “Mágico de Oz” com os mesmos olhos. Mesmo sendo uma obra inspirada tira o aspecto infantil da história e nos mostra diversos acontecimentos que culminaram na história do filme.
    bjosss

  13. Adoro essa história… recentemente li o livro e fiquei sonhando em entrar em uma jornada dessas – ao lado de amigos fiéis e companheiros, como a Dorothy, claro!

Comente!

*